August 31, 2008

romaria da Senhora D'agonia




August 30, 2008

Festas de Viana


No último Domingo, dia 24, fomos passear até Viana do Castelo, cidade linda da minha infância :) Sou menina alfacinha mas filha de pais vianenses, sempre adorei visitar a cidade, passar fins-de-semana e férias com a familia.

festas de Viana
Praça da República

A cidade estava em festa com a Romaria da Senhora da Agonia :)

festas de Viana
Duas meninas simpáticas, trajadas para a festa :)

festas de Viana
Gigantones e Cabeçudos

Lembro-me de ser (mais) pequenina e adorar estes cabeçudos!!! :D

Novidade: bicicletas de passeio! Uma graça! :)
festas de Viana

Pela tarde ainda recebi presentes, duas miniaturas que me são
muito especiais =)

festas de Viana
Traje de Lavradeira"Vianense"

Sempre fui fã destas bonequinhas e dos trajes vianenses, curiosamente ainda não tinha nenhuma :p

festas de Viana
Igreja de Santa Luzia

Neste dia não tivemos hipótese de subir até a Santa Luzia, o dia foi curto para tudo! Mas vale a pena visitar esta igreja pequenina e tão bonita, além de apreciar a vista sobre a cidade :)

O que podia tornar o dia ainda mais perfeito senão uma Feira de Artesanato?! :)

festas de Viana
VII Exposição-Feira de Artesanato da Romaria d'Agonia

festas de Viana

Menina-estátua

festas de Viana

Na feira fiz algumas comprinhas mas que não posso ainda revelar uma vez que são presentes para as amigas e não vou estragar as surpresas ;)

Iluminação na Avenida Principal
festas de Viana
Av. dos Combatentes da Grande Guerra (nightshot)

Escolhi o dia 24 para rever os tios e primos, estratégicamente o dia de encerramento das Festas da Senhora da Agonia, que terminam com a “Serenata” na ponte :)

festas de Viana

Fogo de artificio na ponte de Gustave Eiffel, um espectáculo lindo de se ver!

festas de Viana

festas de Viana

festas de Viana

castelos de areia :)


E assim terminaram as nossas férias, como aqui contei com alguns posts, foram poucos dias mas muito bem aproveitados!

Com passeios, praia, aniversário, diversão e até com direito a castelos de areia! :D

castelo de areia :)
As crianças contentes! :D

August 26, 2008

Conimbriga


A maior cidade romana encontrada em Portugal, localiza-se na freguesia de Condeixa-a-Velha, distrito de Coimbra.

Ruínas de Conimbriga

Ruínas de Conimbriga
Casa da Cruz Suástica

Trata-se de um vasto sítio arqueológico, que à época da Invasão romana da Península Ibérica constituiu-se na principal cidade do Conventus Scallabitanus, província romana da Lusitânia.

Ruínas de Conimbriga
Casa de Cantaber

A evidência arqueológica revela-nos que Conimbriga foi habitada, pelo menos, entre o séc. IX a.C. e Sécs. VII-VIII, da nossa era.

Ruínas de Conimbriga
Casa dos Esqueletos

Ruínas de Conimbriga
Insula do Aqueduto

Quando os Romanos chegaram, na segunda metade do séc. I a.C., Conimbriga era um povoado florescente. Graças à paz estabelecida na Lusitânia operou-se uma rápida romanização da população indígena e Conimbriga tornou-se uma próspera cidade.

Ruínas de Conimbriga
Forum

O Forum era o coração da cidade antiga, dele partiam as artérias principais: onde se concentrava a religião, a magistratura, o poder e a política,
a bolsa e o comércio.

Ruínas de Conimbriga
Forum

Seguindo a profunda crise política e administrativa do Império, Conimbriga sofreu as consequências das invasões bárbaras. Em 465 e em 468 os Suevos capturaram e saquearam parcialmente a cidade, sendo esta parcialmente abandonada.

Ruínas de Conimbriga
Uma das raras cidades romanas que conserva a cintura de muralhas.

Ruínas de Conimbriga
Termas da Muralha

Conimbriga corresponde actualmente a uma área consagrada como monumento nacional, definida por decreto em 1910.

Ruínas de Conimbriga
Casa dos Repuxos

Ruínas de Conimbriga
Casa dos Repuxos

Ruínas de Conimbriga
Casa dos Repuxos

O Museu Monográfico de Conimbriga, criado em 1962, é exclusivamente dedicado ao sítio arqueológico.
Os objectos expostos foram encontrados durante as escavações que, com grandes interrupções, se realizaram de 1899 e ilustram a vitalidade desta cidades.

Ruínas de Conimbriga

Forum, maquete à escala de 1/50 do que foi o santuário do culto imperial construído durante o último quartel do séc.I.

Ruínas de Conimbriga

Através de algumas esculturas, mosaicos e fragmentos de estuques, o ambiente requintado em que viviam as famílias mais ricas, mostram alguns bons exemplares de elementos arquitectónicos do período que se seguiu à invasão suévica e expõem os objectos ligados à religião (pagã e cristã), às superstições e ao culto dos mortos praticados pelos habitantes de Conimbriga.

August 25, 2008

Pelas ruas de Óbidos...


... casas caiadas de branco com barras coloridas, vasinhos de flores enfeitando os parapeitos, janelinhas com cortinas bordadas e rendadas, cadeeiros antigos. Cada rua ou travessa tem recantos pitorescos com o charme e romantismo de um pequeno tesouro português :)

ruas de Óbidos
Rua Direita, onde encontramos diversas lojas de artesanato.

ruas de Óbidos

Tudo está devidamente preservado, as antenas de televisão e os cabos de telefone foram eliminados, substituídos por cabos subterrâneos, de modo a manter a estética medieval.
Nem a caixa multibanco foge à regra :)

ruas de Óbidos

“Ginjinha de Óbidos”, licor de um forte sabor, intensamente perfumado com o agridoce das ginjas. Um ex-libris da Vila :)

ruas de Óbidos

As ginjas da região de Óbidos possuem características únicas, inerentes ao micro-clima que aí se faz sentir, dando origem ao delicioso paladar deste licor!

ruas de Óbidos

Receita da Ginja de Óbidos:

"Colocam-se dentro de um castelo rodeado de muralhas, os seguintes ingredientes: 11 igrejas; um número significativo de casas caiadas de branco com as barras de várias cores; umas quantas chaminés mouriscas; 2 dúzias de ruas empedradas; 1/2 dúzia de largos e um pelourinho. Mexendo-se continuamente, vai-se polvilhando com flores. Após criar uma certa consistência, adiciona-se um conjunto de tradições q.b. e uns quantos actos históricos a gosto. Agita-se finalmente muito bem e deixa-se repousar durante 8 séculos."

Faz parte da visita, saborear uma ginjinha...

ruas de Óbidos

... e trazer alguma para casa :p

ruas de Óbidos
"OPPIDUM", a marca deste licor, pensa-se ser a palavra que originou o nome de Óbidos.

ruas de Óbidos

Nesta região, encontramos artesãos que se dedicam à produção de miniaturas de barcos e de moinhos de vento feitos em gesso.

ruas de Óbidos
Lembrança do nosso passeio :)

August 20, 2008

Chegando a Óbidos :)


Óbidos

Vila portuguesa, no distrito de Leiria, que guarda séculos de história entre as suas muralhas! Um dos meus locais preferidos e que, no ano passado, foi eleito como uma das 7 Maravilhas de Portugal :)

Apreciem a beleza desta Vila de Reis e Rainhas! :)

Óbidos
Porta da Vila

Principal porta de acesso à Vila, concluída por volta de 1380. Alberga o oratório dedicado à padroeira de Óbidos, Nossa Senhora da Piedade (séc. XVIII). Revestimento azulejar representando cenas bíblicas.

Óbidos
Padrão Camoneano

Monumento de homenagem a Camões, só existe nas localidades referidas em "Os Lusíadas" (Canto III, Est.61). Projectado pelo arquitecto Raúl Lino e inaugurado em 1932.

Óbidos
Igreja de Santa Maria

Igreja Matriz. Construída sobre templo visigótico, posteriorment Mesquita. Sofreu sucessivas reconstruções. Pinturas de Josefa d'Óbidos. Túmulo de D. João de Noronha (uma das primeiras obras do Renascimento português). Azulejos do séc. XVII.

Óbidos
Telheiro

Edificado no período medieval e reconstruído no séc. XVI. Serviu de local de contratação diária de trabalhadores rurais e de balcão de honra às cerimónias ocorridas na praça.

Óbidos
Torre Albarrã

Construída por D. Sancho I. Serviu como Paços do Concelho e para guardar
o tesouro e arquivo municipal nos séculos XII e XIII.
Foi também utilizada como prisão.

Óbidos
Pousada do Castelo

Óbidos
Castelo de Óbidos

Provavelmente de origem romana, passou a fortificação árabe. Restaurado e ampliado por sucessivos monarcas. Janelas e varandas em estilo manuelino. Adaptado a Pousada em 1950.

Óbidos
Cerca do Castelo

Antigo terreiro de armas. Actualmente possui dois anfiteatros.

Óbidos
Muralhas

Edificadas entre os sécs. XII a XIV, sofreram vários restauros. É possível caminhar-se sobre o seu adarve de pavimento irregular. Têm um perímetro de 1565 metros.

Óbidos
Passeando pelas muralhas :)

Óbidos
Pequenina lá em cima!!!!! :)

Óbidos

Vista sobre a Vila
Óbidos

Óbidos

Óbidos

Óbidos

Óbidos

Óbidos
Adorei o passeio! :D